Home » VISITA DE ESTUDO ao PORTO – HISTÓRIA

VISITA DE ESTUDO ao PORTO – HISTÓRIA

A 16 de maio, sob o lema “Descobrir o Porto, moderno e contemporâneo, através de sons, olhares, cheiros…”, os alunos do 8º ano da Escola Básica de Gavião, realizaram, no âmbito da disciplina de História, mas numa vertente transdisciplinar, périplo pelo centro histórico da Invicta: visita guiada à Casa da Música, e Caves do Vinho do Porto – Ferreira; percurso pedestre na Ribeira e área envolvente (Mercado Ferreira Borges, Igreja de S. Francisco, Palácio da Bolsa, Ponte D. Luís).
Nas abordagens efetuadas possibilitou-se o alcance dos seguintes objetivos:

  • Consciencializar para a importância do património cultural imaterial e edificado, incentivando à memória coletiva;
  • Participar em dinâmicas de grupo, tornando as relações profícuas, harmoniosas, tolerantes e cooperativas, em meio citadino, imbuído de valor histórico;
  • Desenvolver a capacidade de interpretação crítica e fundamentada do mundo atual, através da compreensão da dinâmica evolutiva das sociedade.

Um dos momentos mais emocionantes foi a travessia da ponte Luís I, verdadeira filagrana da arquitetura do ferro, que permitiu relembrar o episódio trágico da Ponte das Barcas, ocorrido durante as invasões napoleónicas.
Face ao adiantar da hora, e à longa viagem de regresso até ao Gavião, foi impossível a visita à LIVRARIA LELLO, um dos mais emblemáticos edifícios do neogótico portuense, bem como à ESTAÇÃO DE S.BENTO, cujos painéis de azulejos mundializam a alma dos TRIPEIROS, o que muito entristeceu o grupo.

Dia memorável, de memórias únicas, sorrisos perfeitos e conversas tertulianas, bem como a poesia de Carlos Tê …

“Quem vem e atravessa o rio
Junto à serra do Pilar
Vê um velho casario
Que se estende ate ao mar
Quem te vê ao vir da ponte
És cascata, são-joanina
Erigida sobre o monte
No meio da neblina.
Por ruelas e calçadas
Da Ribeira até à Foz
Por pedras sujas e gastas
E lampiões tristes e sós.
E esse teu ar grave e sério
Dum rosto e cantaria
Que nos oculta o mistério
Dessa luz bela e sombria…” (Porto Sentido, Rui Veloso)

A repetir.
A docente responsável, Raquel Gouveia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.